[Novidade] Simone e Simaria Cantam Trecho Com Nome de Yemojá.

A dupla Simone e Simaria caiu na boca do povo essa semana após se envolver em uma polêmica com conotações de intolerância religiosa. Elas teriam se negado a cantar um trecho de uma música do grupo Natiruts onde o nome da deusa dos mares, Ìyá Orí do candomblé era pronunciado. A música “Quero ser feliz também”, tem um trecho onde diz:

” Quero ser feliz também, navegar nas águas do teu mar
Desejar para tudo que vem flores brancas, paz e Iemanjá “

O povo do Candomblé se revoltou com a atitude, ainda mais por já estarem irritados com outra atitude similar dessa vez envolvendo o cantor Xanddy, ex-Harmonia do Samba que também evitou cantar a palavra Candomblé em uma música.

Conduta Não Condizente Com Evangélicas

A principal crítica era de que a dupla se quer tem um comportamento condizente com a religião que seguem. Simone e Simaria são evangélicas, mas o que prevalece em seus shows, aparições são sensualidade, transparências e letras de músicas que incentivam um comportamento não condizendo com o puritanismo evangélico.

Fotos, trechos de músicas tomaram conta de grupos de Candomblé e Umbanda. O povo, revoltado, queria saber então o porquê de escolherem uma música que traz o nome de um Òrìsà. Essa questão foi esclarecida pela dupla:


Eu nem sabia cantar aquilo. Vou mentir para vocês?



Outros até se sentiram aliviados de não ter o nome dessa deusa em suas bocas, pois pelo que elas mostram por aí, não seriam se quer dignas !(sic) Na verdade, há um grupo que está achando tudo apenas sensacionalismo, sem necessidade de tanto alarde. Esse grupo é pequeno, mas existe!


“Quer que eu cante? Flores brancas, paz e Iemanjá!”

Para encerra o assunto, mas em tom de deboche a dupla cantou o trecho omitido: – Quer que eu cante? Flores brancas, paz e Iemanjá!

O fato aconteceu nos bastidores da Festa do Peão de Barreto, onde acompanha da irmã, teceram outros comentários sobre o ocorrido:


“Eu nem sabia cantar aquilo. Vou mentir para vocês? Eu estou de mudança, as minhas malas todas no meio do quarto. Eu disse: ‘Simone, eu vou jogar pra tu, porque não sei cantar essa música não!’. Tem outra coisa. Todo mundo escolheu junto, cara. Temos um grupo [no WhatsApp] em que todos concordaram com aquela música…”

Disseram ainda que o povo é sem-vergonha mesmo e que fica criando situações!!


“É a maior besteira do mundo!”

A dupla afirmou não ser intolerante e respeitar a crença de cada um, pois em nosso país o brasileiro é livre para professar a fé que bem entender.


“É a maior besteira do mundo! Meu amigo, se você quiser tocar o seu tamborzinho, toque o seu tamborzinho! Se quiser ajoelhar e ir para a igreja, vá para a igreja! Nós vivemos em um país livre e as pessoas têm que parar com isso. Se você é feliz na sua religião, está ótimo, está massa!”

Dupla Canta Louvor Sem Omitir Palavras

Durante o Música Boa, a dupla também cantou o hino gospel Deus de Promessas, de Davi Sacer. As irmãs dizem que foram convidadas para gravar cações religiosas:


“Recebemos um convite, mas a Simaria estava tratando o probleminha de saúde. Recebi o convite do Davi Sacer para gravar o louvor. Quando pediram uma música inusitada, pensei que seria bem legal cantá-la [no programa]”.

Encerrando o Assunto

A assessoria da dupla de cantoras justificou o ocorrido no evento Música Boa, onde o fato ocorreu, da seguinte forma:


“Além das nossas músicas, cantamos com os outros convidados, a música de abertura e encerramento com todos. As músicas em conjunto são definidas em comum acordo com os convidados, antes do programa. Antes da definição final do repertório, houve algumas mudanças até chegar na música que todos concordassem de cantar. Durante o musical, não são todos que cantam a música inteira juntos. Há partes e partes para compor a apresentação”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *